19 abril 2012

Qual o peso das "commodities" na economia brasileira?

segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), as commodities representam 29% do que o Brasil exporta.

Seria bem menos do que outros países:
  • Chile: 51,2%;
  • Argentina: 37,3%;
  • Colômbia:  56,1%; 
  • Rússia: 55,5%.

Os resultados são do tradicional estudo World Economic Outlook (capítulo 4).

A conta do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) dá um resultado diferente. As commodities seriam hoje algo em torno de 47,8% (em 2011, quando em 2005 estava em cerca de 29%). Os manufaturados teriam recuado de 55,1% para 36%.


É preciso lembrar que o peso das commodities elevou-se mundialmente, o que eleva sua participação no saldo de nossa balança, mas também na de outros países. Para o FMI, essa oscilação tem hora pra acabar e vai fazer com que os ganhos com commodities emagreçam.


 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.