18 maio 2012

Uma emenda parlamentar ao orçamento demora quase 4 anos para ser executada


Considerando que parte desse tempo é consumido por burocracia (elaboração e envio de projetos, prazos de licitação, atrasos no repasse), indica uma provável preferência das emendas parlamentares: obras.

"Dificilmente um prefeito inicia e termina o investimento dentro do seu mandato".

José Carlos Medaglia, Superintendente nacional de Assistência Técnica e Desenvolvimento Sustentável da Caixa Econômica Federal.


Agência Câmara.


  Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.