11 dezembro 2011

Prestígio de Lula pode decidir eleição em São Paulo



Segundo pesquisa do Datafolha, Lula terá grande influência sobre a eleição para prefeito em São Paulo.


Serra tem maior rejeição. É muito lembrado, mas sobretudo negativamente.
O prestígio de Lula é recorde, segundo a pesquisa. A rejeição a Serra também é recorde.
Quase a metade (48%) dos eleitores da capital paulista pode ter seu voto influenciado pela posição de Lula.
A rejeição ao ex-governador José Serra (PSDB) nunca foi tão grande. Ela atingiu 35% -quase o dobro do seu índice de intenção de votos, de 18%.
O pré-candidato do PT, Fernando Haddad, ainda é pouco conhecido. Cerca de 63% dos paulistanos não o conhecem, o que incide em sua baixa rejeição. Tem, por enquanto, apenas entre 3% e 4% das intenções de voto. 
Mas os pesquisadores do Datafolha apostam que o fato de Lula aparecer melhor "cabo eleitoral" fará Haddad despontar em pesquisas futuras.
E avaliam que pode acontecer com Haddad algo parecido ao que aconteceu com a então candidata Dilma Rousseff, inicialmente desconhecida da grande maioria e que acabou eleita em 2010.
A pesquisa foi divulgada hoje pelo jornal Folha de São Paulo.

Uma análise da estratégia "lulista" para a disputa paulistana está em

Prévias, caciques e o que a imprensa ainda não viu

 
Siga o blog e receba postagens atualizadas. Clique na opção "seguir", ao lado.