17 janeiro 2011

O mito do inchaço da máquina pública

Dados do IPEA, consolidados em estudo, mostram que o suposto inchaço da máquina pública é um mito. Sua repetição é feita ou desconhecendo os dados existentes, ou analisando-os de forma míope, sem considerar a trajetória do tema ao longo de pelo menos uma década.

A redução do quantitativo de servidores públicos, que teve início em 1990, interrompeu-se em 2003, mas, o total de servidores civis na ativa é consideravelmente inferior ao de 1989. O patamar é o mesmo de 1997.

O que ocorreu, durante o governo Lula, foi a recomposição dos quadros, além da substituição de terceirizações irregulares por servidores concursados.
 O estudo publicado pelo IPEA foi conduzido por Marcelo Viana Estevão de Moraes, Tiago Falcão Silva, Patricia Vieira da Costa, Simone Tognoli Galati Moneta e Luciano Rodrigues Maia Pinto, especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Baixe o documento gratuitamente. Leia e veja os dados.


Ajude a divulgar o que as outras mídias não cobrem ou cobram para informar.
Siga o blog e receba postagens atualizadas por email. Clique na opção "seguir", ao lado.
Siga no Twitter: https://twitter.com/antoniolassance