10 outubro 2016

Burocracia federal da área de infraestrutura: perfil, trajetória, atuação e percepções

capacitação adequada, trajetória profissional, a interação com órgãos governamentais, o respaldo institucional – desafios para a atuação desses burocratas



Dada a multiplicidade de atores envolvidos na elaboração de grandes obras, abarcando diferentes órgãos de governo, partidos políticos, entes da federação, órgãos de controle e sociedade civil, fica evidente que as dificuldades na execução dessas obras não se restringem a questões de natureza estritamente orçamentária. Há, também, tensões entre as esferas técnica e política nos processos de implementação de políticas de infraestrutura, as quais se manifestam em formas e frequências distintas na administração pública federal. 

Nesse sentido, torna-se essencial o conhecimento acerca da rotina de trabalho da burocracia federal de infraestrutura, de maneira a identificar gargalos institucionais nos processos de elaboração e implantação de grandes projetos nessa área. Além desses pontos centrais, é importante investigar se outras questões – como capacitação adequada, trajetória profissional, a interação com órgãos governamentais, o respaldo institucional – representam entraves para a atuação desses burocratas. 



Freire, Pereira, Paula, Knop, Alves, Palotti e Cavalcante. Burocracia federal da área de infraestrutura: perfil, trajetória, atuação e percepções. Brasília: Enap, 2016. 117 p. (Cadernos, 46)

Leia o estudo (arquivo pdf).



















O Brasil precisa de uma opinião pública melhor informada, atenta e democrática.
 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.