24 junho 2016

Mapas mentais: um jeito simples de plotar ideias complexas

Use uma ferramenta online e aberta ("opensource") do tipo MindMup.




Sobre os mapas mentais: para que e como?

Do churrasco de final de semana à aeronave mais sofisticada, tudo cabe em um mapa mental.



Mapa mental de um churrasco. Clique para ampliar ou abra pelo link



Mapa mental de uma aeronave Boeing


Trata-se de uma técnica de visualização muito útil para o planejamento tático-operacional, como o do churrasco ou o da aeronave, ou estratégico, como a vida de um órgão público, uma associação, um sindicato ou uma empresa privada.

Além de plotar ideias complexas de forma simples, é uma ferramenta colaborativa. Pode ser usada em grupos grandes ou de forma estruturada, dividindo o grupo maior em "ramos" de assuntos que serão esmiuçados em grupos menores.

O mapa começa com um objetivo, preocupação ou assunto central que será ramificado. Cada ramo ganha vida própria e será detalhado tanto ou quanto se julgue necessário para cobrir todos os detalhes a serem lembrados. Em complemento, usam-se cores e imagens associados aos ramos para facilitar a visualização e memorização.

É útil para:
- A compreensão e solução de problemas; 
- A gestão de informações; 
- O estudo e a memorização; 
- A organização de ideias colhidas em tempestades de ideias ('brainstorming"), exercícios de SWOT (forças e fraquezas, riscos e oportunidades), mapeamento de atores, entre outras.


Tenho insistido com colegas de planejamento estratégico que as ferramentas de mapa mental, graças ao computador e ao projetor, tornaram-se mais amigáveis e práticas que as velhas cartelas (tarjetas). É possível, pelo menos, combinar o uso de cartelas individuais, nas fases preliminares, com o uso dos mapas mentais na hora de se organizar os núcleos de ideias e construir árvores explicativas ou modelos lógicos.




A ideia de usar mapas mentais como ferramentas estruturadoras de ideias e planos é atribuída a Tony Buzan:

"Tony Buzan’s books with the BBC have sold over three million copies, and have transformed the lives of millions of people worldwide since they were first published in 1974." (BBC Press Office)












O Brasil precisa de uma opinião pública melhor informada, atenta e democrática. Ou será um país de Estado ineficiente, capturado por interesses escusos, com governos fracos, oposição golpista, imprensa hipócrita e pessoas egoístas e intolerantes.
 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.