09 janeiro 2016

Mundo desigual

Diferença entre ricos e pobres na Europa saltou de 1 para 12, em 1945,para 1 para 530. 



Historiadora portuguesa Raquel Varela diz que "o problema aqui não é falta de consciência da situação, mas falta de organização."






"Quem vive do trabalho está profundamente atomizado, disperso. A retomada dessa consciência se dará por meio da democracia direta, e não representativa. Não é só decidir quem vai decidir. É decidir de fato. Os cidadãos têm de encontrar mecanismos de decisão nos seus locais de trabalho, hospitais e escolas que frequentam. O modelo de eleições a cada quatro anos, ou delegados sindicais a cada dois anos, não é mais suficiente. O desafio do século XXI é fazer da democracia representativa uma democracia direta, na qual os indivíduos têm o poder real e não de forma meramente ilustrativa."