08 julho 2015

Resistir é preciso, agora e sempre

A luta contra os que fizeram do ódio a arma mais abjeta da política 

"Se a história da “colaboração”, da frieza e do desinteresse pelo outro é um dos momentos mais duros e tristes da Segunda Guerra Mundial, a história de resistência – seja ela armada ou civil, de massa ou individual – é um dos temas mais humanos dessa batalha." (Francisco Carlos Teixeira da Silva).



Pela vida dos outros: em toda a Europa, antifascismo fez história na II Guerra. 

Artigo de Francisco Carlos Teixeira da Silva, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor emérito da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Brasil


Revista de História da Biblioteca Nacional @RHBN