29 junho 2013

Se eleições presidenciais fossem hoje, PSDB estaria fora do 2o. turno

Dilma teria caído de 51% das intenções de voto para 30%, segundo o DataFolha, mas continua liderando as intenções de voto.
Sua adversária seria Marina Silva, que subiu de 16% para 23%.
Aécio Neves não conseguiu mais do que oscilar dentro da margem de erro, passando de 14% para 17%.
Eduardo Campos, governador de Pernambuco, idem. Oscilou de 6% para 7%.

Tanto Aécio quanto Eduardo Campos já haviam detectado dificuldades em  pesquisas internas.
No caso de Eduardo Campos, o fato de estar empacado abaixo dos 10% explica a posição assumida pelo PSB de defender a questão do fim da reeleição no plebiscito. Seria sua saída honrosa. Se o plebiscito decidisse pelo fim da reeleição, Dilma estaria impedida de concorrer e o candidato natural seria Lula, desculpa suficiente para Campos deixar a disputa.




Em cenário com Lula e Joaquim Barbosa, Lula venceria no primeiro turno

O Datafolha fez uma variação de cenários, incluindo Lula e Joaquim Barbosa nas simulações.
Se Lula fosse o candidato do PT, venceria no primeiro turno, segundo o Datafolha. Lula teria 45% dos votos, enquanto Juntando Marina, Barbosa, Aécio e Campos somariam 43%.
Em um cenário sem Barbosa, Lula teria 46% das intenções, contra 37% de Marina, Aécio e Campos, de novo, vitória no primeiro turno.

Sobre o plebiscito
73% dos brasileiros querem reforma política e 68% aprovam a proposta de plebiscito para fazê-la.
 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.