19 outubro 2012

O "terrível sistema de imigração" afasta mentes criativas

Crédito: AFPBBC Brasil:

Países da América Latina disputam posto de 'Vale do Silício' regional

"O Chile explora a fraqueza do Vale do Silício original: o terrível sistema de imigração dos Estados Unidos", informou recentemente a revista britânica The Economist.

As restrições de imigração dos EUA tornam difícil para muitos estrangeiros fundar uma empresa ou trabalhar no país. O Chile, no entanto, abriu suas portas para aqueles que procuram inovar em tecnologia.

O governo do Chile tem um programa, intitulado "Start-up", que dá as boas-vindas a empresários estrangeiros e os ajuda a estabelecer uma empresa com facilidade.

O programa espera conseguir ajudar a fundar 1 mil novas empresas até o fim de 2013. O orçamento da iniciativa é de US$ 40 milhões (R$ 80 milhões).

O Kwelia, um software para ajudar os investidores do ramo imobiliário a tomar melhores decisões, o Chef Surf, serviço de ofertas de emprego para chefs, e o Kedzoh, um aplicativo para treinamento em empresas são alguns dos exemplos de start-ups mencionados pela Economist.

---
Lorenzo Villegas, consultor de comunicação da Colômbia, destaca a decisão do Google de ter escolhido o país para abrigar um de seus centros de processamento de dados. A companhia americana afirmou que escolheu o Chile por causa de sua infraestrutura confiável e da mão de obra qualificada.

O principal calcanhar de aquiles do Chile neste campo, de acordo com a The Economist, é que as start-ups não nascem nas universidades nem há investidores locais suficientes para apoiá-los.

Além disso, assim como em outros países da América Latina, os oligopólios empresariais e a burocracia extremamente conservadora retardam a inovação, acrescentou a revista.

Atualizado em 16 de outubro, 2012 - 05:10 (Brasília) 08:10 GMT
Países latino-americanos lutam para atrair investimento de tecnologia
A escolha do Chile, anunciada em setembro deste ano, como sede para o primeiro centro de dados do Google na América Latina acirrou a disputa entre os países da região pelo título de "Vale do Silício" regional.
O original, na Califórnia, é há muito tempo conhecido por abrigar as principais empresas de tecnologia do mundo, que encontram ali o ambiente necessário para não só atrair talentos como gerar negócios em potencial.
Em busca do novo polo de inovação da América Latina, a BBC Mundo, site em espanhol da BBC, fez uma lista dos possíveis candidatos ao posto.