01 setembro 2012

Por um punhado de dólares?

Clint Eastwood, ícone dos filmes de faroeste, dá um tiro no pé.


“Clint, meu herói, está parecendo triste e patético. Ele não precisava fazer isto, é indigno”, escreveu o crítico de cinema Roger Ebert, em sua página do Twitter.

Bill Maher também foi duro: “Uau, quem diria que Clint Eastwood era um típico idiota de direita?” 

‘Conversa’ de Clint com Obama escandaliza a Hollywood liberalFonte: Folha de S. Paulo

Patético, vergonhoso, doido. A Hollywood liberal não foi nada generosa com a aparição de Clint Eastwood, 82, na Convenção Nacional Republicana, anteontem, em Tampa, quando o diretor fez uma entrevista imaginária um tanto agressiva com uma cadeira representando o presidente Barack Obama.

Eastwood, que coincidentemente (ou não) lança um filme no final deste mês, começou seu discurso afirmando que nem toda a indústria do entretenimento em Los Angeles é liberal e que há, sim, muitos conservadores e republicanos. Poucos destes surgiram para defendê-lo. “Clint, meu herói, está parecendo triste e patético. Ele não precisava fazer isto, é indigno”, escreveu o crítico de cinema Roger Ebert, em sua página do Twitter.

O apresentador e comediante Bill Maher também foi duro: “Wow, quem sabia que Clint Eastwood era um típico idiota de direita?” “Ainda não sei se Clint está alucinando ou se o presidente realmente está lá invisível”, escreveu Zach Braff, do seriado “Scrubs”.

Para a comediante Roseanne Barr, “Clint está doido”. Pier Morgan, apresentador britânico de um show de entrevistas da CNN, disse à “Hollywood Reporter” que Eastwood parecia como “aquele tio meio maluco” e que sua participação foi “vergonhosa”.


 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.