24 setembro 2012

Ao contrário do que acontece no resto do mundo

No Brasil, diminui a distância entre pobres e ricos 

@bbcbrasil

O rendimento médio mensal real do trabalhador brasileiro cresceu 8,3% entre 2009 e 2011, chegando a R$ 1.345, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2011 (Pnad), divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Além disso, segundo a Pnad, os rendimentos registraram maior crescimento entre os mais pobres. A parcela dos 10% mais pobres da população teve o maior aumento (29,2%), enquanto o 1% mais rico teve 4,3% de crescimento, de acordo com a Agência Brasil.

Com isso, a diferença entre ricos e pobres caiu, apesar de continuar grande. De acordo com a pesquisa, a média dos rendimentos dos mais ricos era 87 vezes maior do que a dos mais pobres, em 2011. Em 2009, a proporção era 107.

"A gente observa que os maiores aumentos aconteceram, de forma geral, nas classes de rendimento mais baixo. Isto é, as pessoas que recebiam menos tiveram mais ganhos do que aquelas que recebiam mais. Isso tem um reflexo direto no índice de concentração de rendimentos, que a gente mede por meio do índice de Gini. Quase todas as regiões do país tiveram redução desse índice", disse a gerente da Pnad, Maria Lucia Vieira.

O índice de Gini varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior é a desigualdade na distribuição de renda na região. O índice brasileiro caiu de 0,518 em 2009 para 0,501 em 2011.

Fonte: BBC Brasil. "Pesquisa nacional mostra que distância entre pobres e ricos diminui: Disponível em
http://www.bbc.co.uk/portuguese/ultimas_noticias/2012/09/120920_pnad_rn.shtml?print=1

Acesso em 21 de setembro, 2012 - 16:18 (Brasília) 19:18 GMT
 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.