01 maio 2012

Ser ou não ser: qual é mesmo a questão?

"o trecho completo da peça é: ‘Ser ou não ser, eis a questão. Será mais nobre para nossa alma suportar as pedradas e flechadas do feroz destino ou usar nossas armas para lutar contra um mar de provações, combatendo-o até o fim?’”
[...]

“Está na cara que o bardo está dizendo que há dois caminhos na vida, que há dois modos de ser. Um consiste em se defender, o outro em atacar". 


José Roberto Torero usa a célebre expressão shakespeariana para falar sobre dois destinos no futebol:

"Um é ser goleiro, defendendo-se das pedradas, flechadas e boladas do destino feroz. O outro modo é ser centroavante, usando pés e cabeça para lutar contra um mar de zagueiros, combatendo-os até o apito final”.

O artigo completo está na Carta Maior.

 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.