28 abril 2012

Brasil tem queda drástica da mortalidade infantil, principalmente no Nordeste

A informação é do IBGE, conforme resultados do Censo 2010.

"No período de dez anos, o número de óbitos de crianças menores de um ano caiu de 29,7 para 15,6 para cada mil nascidas vivas, um decréscimo de 47,6% na taxa brasileira de mortalidade infantil. Entre as regiões, a maior queda foi no Nordeste, de 44,7 para 18,5 óbitos, apesar de ainda ser a região com o maior indicador".
  • Com queda de 58,6%, o Nordeste liderou o declínio das taxas de mortalidade infantil no país, passando de 44,7 para 18,5 óbitos de crianças menores de um ano por mil nascidas vivas, apesar de ainda ser a região com o maior indicador. 
  • O Sul manteve os menores indicadores em 2000 (18,9‰) e 2010 (12,6‰). 
  • Na última década, a diminuição das desigualdades sociais e regionais contribuiu para a formação do quadro atual de baixa na mortalidade infantil e de maior convergência entre as regiões. 

"Todavia, ainda há um longo caminho a percorrer para que o Brasil se aproxime dos níveis das regiões mais desenvolvidas do mundo, em torno de cinco óbitos de crianças menores de um ano para cada mil nascidas vidas".
 
Fonte: IBGE.
 
Para seguir o blog e receber postagens atualizadas, use a opção "seguir", ao lado.