08 abril 2011

Política externa brasileira: de Sarney a Lula

VIGEVANI, Tullo & CEPALUNI, Gabriel. Brazilian Foreign Policy in Changing Times: the quest for autonomy from Sarney to Lula. Lanham: Lexington Books, 2009.

Conforme a professora Danielly Silva Ramos Becard, do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília, o livro identifica que, "percebendo a necessidade de se combater assimetrias e aumentar o peso do país nas negociações político-econômicas internacionais, o governo Luiz Inácio Lula da Silva (capítulo 5) propôs o exercício da autonomia por meio da diversificação de parceiros, tendo sido especialmente incentivadas as relações com países em desenvolvimento.
Os processos de integração regional e as relações com vizinhos como Argentina (capítulo 6) e Venezuela (capítulo 7) foram considerados de alta relevância econômica e estratégica pelo governo brasileiro. Porém, a baixa sensibilidade de determinados grupos de interesse a questões regionais, a não aceitação de seu aprofundamento institucional, ademais da alta importância atribuída pelo governo a questões e agendas globais, teriam dificultado o exercício da autonomia brasileira em seu entorno".

Leia a resenha completa do livro.

Siga o blog e receba postagens atualizadas. Clique na opção "seguir", ao lado.
Siga-me no Twitter