21 janeiro 2011

A luta pelos direitos civis: a organização dos negros nos EUA

Livro demonstra que as organizações dos negros, nos EUA, tiveram papéis-chave na luta pelos direitos civis e contra o regime de segregação racial que vigorou naquele país, de forma institucionalizada, até a década de 1960.
Uma de suas autoras é a renomada cientista política Theda Skocpol, junto com Ariane Liazos e Marshall Ganz. 
Eles descobriram que desde o século XIX até meados do século XX, milhões norte-americanos negros participaram de associações comunitárias, fraternais, confrarias e irmandades. Elas ofereciam ajuda a seus membros e coesionavam seus associados na luta por direitos.
Segundo os autores, esse tipo de organização solidária era até mais comum entre os negros do que entre brancos. O livro, publicado em 2006, revela detalhes da forma de organização e das estratégias de luta. Uma referência certamente fundamental para o debate.


SKOCPOL, T., LIAZOS, Ariane, and GANZ, Marshall. What a Mighty Power We Can Be: African American Fraternal Groups and the Struggle for Racial Equality. Princeton: Princeton University Press, 2006.

Na foto acima, o presidente John Kennedy, na Casa Branca, rodeado por líderes em defesa dos direitos civis dos negros. (Washington State Historical Society).


Siga o blog e receba postagens atualizadas por email. Clique na opção "seguir", ao lado.
Blog Progressista. Ajude a divulgar o que as outras mídias não cobrem ou cobram para informar.